Vitamina B1

vitamina b1 23175705 300x300 - Vitamina B1

Designação química e função característica
Aneurina.
Tiamina.
Vitamina antineurítica.
Vitamina antiberibérica.

Modo de actuar
Unida a uma molécula de proteína específica a vitamina B desempenha um importante papel no metabolismo dos hidratos de carbono (carboxilase). Intervém no metabolismo dos hidratos de carbono. A sua falta produz, por exemplo, a acumulação de ácido pirúvico como substância residual no metabolismo e dá origem, por isso, ao aparecimento de graves doenças, especialmente no sistema nervoso. A vitamina B1 é, sobretudo, uma decisiva substância activa, no sistema nervoso. A necessidade do seu consumo aumenta, no sistema nervoso, consideravelmente, quando se efectua um forte trabalho muscular, com uma alimentação em que predominam, com excesso, os hidrocarbonatos. Da mesma maneira, no metabolismo dos hidratos de carbono participa, também, a vitamina B1 no metabolismo de gorduras e proteínas, pois que também intervém o ácido pirúvico, como substância intermediária. Por sua vez, também são necessários outros factores do grupo de vitaminas B.

Fontes naturais
Cascas e gérmen de cereais, arroz, levedura, legumes, frutas, batatas e leite de mulher e de vaca.

Necessidades diárias no homem
Homem: 1.2-2.0 mg
Mulher: 1.1-1.5 mg
Durante a gravidez e lactação, 2.0 mg.
Crianças abaixo de um ano, 0.4 mg, aproximadamente.
Entre um e doze anos: 0.6-1.0 mg.
Na adolescência:
Rapazes: 1.5-1.7 mg.
Meninas: 1.2-1.3 mg.

U.I corresponde a 3 gramas (isto é, 3/1000 mg de aneirina).

Fenómenos produzidos pela falta de vitamina
Como a vitamina B1 participa em todos os processos metabólicos básicos, a sua falta ou insuficiência leva a graves perturbações nas funções de tecidos e dos órgãos. A principal entre elas é o béribéri, doença que afecta, principalmente, os tecidos nervosos e musculares e a troca hídrica provocando graves lesões no coração e nos vasos sanguíneos. Embora esta gravíssima doença seja pouco frequente, entre nós, aparecem, contudo, frequentemente, transtornos localizados no sistema nervoso, muscular, digestivo e cirulatório.

Até agora, conhecemos como sintomas de falta da vitamina B1, no organismo humano, os seguintes:

  • Alterações nervosas: dores de cabeça (também enxaqueca), fadiga, cócegas nas mãos e nos pés, insónias, suores, reflexos defeituosos, hiportermia.
  • Alterações digestivas: inapetência, vómitos, náuseas, falta de ácido clorídrico no suco gástrico, debilidade no funcionamento do estômago e dos intestinos, prisão de ventre.
  • Alterações musculares: fraqueza geral, atrofia muscular, sintomas de paralisia, cãibras nas pernas.
  • Alterações circulatórias: apertos do coração, palpitações, dilatação cardíaca, debilidade cardíaca.

Doenças que o emprego da vitamina cura ou melhora
Béribéri. Esta clássica doença carencial da vitamina B1 é muito rara no mundo ocidental. Praticamente, são mais importantes as fases iniciais, inaparentes e difíceis de diagnosticar, causa principal da debilidade geral, inapetência, astenia, fadiga e apatia.

Actualmente, a vitamina B1 emprega-se só ou combina com outros factores do grupo de vitaminas B e outros específicos para os seguinte tipos de doença: inflamação dos nervos de qualquer tipo, paralisia infantil, herpes, doenças da gravidez, depressões e estados de deficiência mental. Nas crianças em desenvolvimento intelectual, é necessária a administração de 2 mg de aneurina, por dia.

Comentários