Borragem

Borragem

A família das Borragináccas proporciona-nos como saborosa especiaria vegetal a borragem (Burrago Oficinalis). Espontânea e cultivada encontra-se em quase toda a Península Ibérica. Antes e durante a floração cortam-se as folhas à tesoura, pois só se empregam frescas como condimento ou como aditamento a uma salada. As folhas secas perdem sabor e são de conservação difícil. Cortam-se de Junho a Agosto e secam-se o mais rapidamente possível. As flores, empregadas muitas vezes como elemento decorativo, também se colhem. A sementeira faz-se na Primavera em filas; a distância entre os sulcos deve ser de 25 cm. O mais prático é fazer várias sementeiras seguidas, porque as folhas jovens são as mais.

Batata-Doce

Batata-Doce

Com toda a probabilidade é a América Central a terra de origem da batata-doce (ípomoca batatas), que pertence à família das Convolvuláceas. Cultiva-se hoje na maior parte dos países tropicais e subtropicais. É uma planta anual e herbácea de porte volúvel. A sua propagação realiza-se, como sucede nas balatas, mediante tubérculos. Composição e propriedades Os tubérculos, cujo peso chega a atingir quilo e meio, contêm um suco leitoso e grande quantidade de tanino, especialmente na casca, pelo que os tubérculos apresentam uma cor escura. O teor em amido varia muito, conforme o lugar de origem. Nos trópicos o teor em açúcares ( 10 %) excede o do amido (9 %)..

Rábano

Rábano

Alem do rábano silvestre, a família das Crucíferas ainda nos oferece o rábano (Raphamis sativus). Como país aborígene deve considerar-se provavelmente a Ásia e como planta originária a mostarda silvestre. É raro apresentar-se no estado natural e desde há séculos que se vem cultivando. Propriedades e aplicações O rábano contem os mesmos elementos activos que os seus semelhantes: o rábano silvestre, o agrião e a cocleária. Tal como o rábano silvestre, o rábano vulgar estimula a função das glândulas digestivas, o que tem como consequência abrir o apetite. O seu emprego está indicado nos catarros do aparelho digestivo. Há que salientar também o excelente efeito, sobretudo o do suco de.

Nozes

Nozes

Entre as plantas que produzem nozes (Juglandáceas) figura a nogueira (Juglans regia), árvore muito conhecida, de 10 a 20 metros de altura, que possui uma casca cinzento-clara que com os anos apresenta grandes rachas. A nogueira precede da Asia; ainda hoje existem enormes bosques de nogueiras no Himalaia. Pela sua grande capacidade de adaptação e suas poucas exigências quanto ao solo, tem sido introduzida em quase todos os países do mundo. O seu desenvolvimento é fácil, desde que se escolham para a sementeira variedades autóctones e acreditadas. Características e emprego como alimento O valor nutritivo completo supera o da carne de vaca com muita vantagem. 100 quilos de nozes contêm.

Molhos doces

Molhos doces

Molho de rosa silvestre Três colheres grandes de doce de rosa silvestre, meio litro de sumo e maça ou de uva (ou meio litro de água com sumo de limão), três colheres grandes de farinha de batata. O doce de rosa silvestre dilui-se no sumo de maçã ou de uva e coze-se até ficar espesso com farinha de batata. Pode-se diluir o doce também em água, mas acrescentando sumo de limão. E muito conveniente para pudim de sêmola, arroz e pão, assim como para sanduíches, torradas, etc. Molho doce de azeda Duas colheres grandes bem cheias de farinha, um pouco de leite, duas ou três colheres grandes de azedas bem.