Pêssegos

06 Ago 2017
Comments
Pêssegos

O pessegueiro (Prunus pérsica) pertence à família das rosáceas e, contra o que poderia facilmente deduzir-se do seu nome latino, a verdade é que não é procedente da Pérsia, mas sim do Norte da China. Composição O conteúdo em princípios nutritivos e calorias dos pêssegos é muito parecido com o dos damascos, conforme se pode apreciar no seguinte quadro comparativo. Conteúdo por 100 gramas de:   VITAMINAS   Proteínas Gorduras Hidratos de carbono Calorias A U.I B1 grama B2 grama C Mg PP Mg Damascos frescos 0.8 0.1 12 50 2000 30 50 8 0.7 Pêssegos frescos 0.7 0.2 12 55 500 30 50 8 0.9 Pêssegos secos 3 0.6.

Azedas

22 Jan 2017
Comments
Azedas

As azedas pertencem à família das Poligonáccas (Rumex acetosa). Colhem-se as folhas novas antes da floração, uma a uma. Quanto mais frequentemente se fizer esta apanha, tanto mais forte será a nova folhagem da planta. As folhas consomem-se frescas, porque quando secam perdem quase por completo as suas virtudes como condimento. As folhas, o menos apertadas possível, colocam-se em camadas ligeiras, num lugar ventilado e escuro, sem lhes tocar nem as voltar. As azedas crescem em qualquer terra de horta. É conveniente o adubo no Outono e na Primavera. Reproduz-se por semente. Consegue-se uma colheita mais rápida, mediante a divisão de rizomas velhos no Outono e na Primavera. Na Primavera.

Ameixa

10 Dez 2016
Comments
Ameixa

A ameixa considera-se oriunda das terras do baixo Danúbio, da Pérsia, da Arménia e do Cáucaso. As cultivações sírias, em volta de Damasco, alcançaram grande fama. Através dos Gregos e dos Romanos, também as ameixas chegaram até nós, embora os Romanos só as cultivassem mais tarde. Segundo se diz na «Capitulare de Villis», Carlos Magno, em 812, mandou plantar ameixeiras, de diversas espécies, nas suas propriedades imperiais. Hoje, as ameixas desfrutam de uma popularidade geral com foros de plantas indígenas. A ameixa autêntica (Prunus domestica) tem diversos nomes, nas várias regiões. Pertence à família das Rosáceas. O abrunho (Prunus insitifia), também chamado abrunho grande, abrunho de enxertar, é diferente botânicamente.

Canela

24 Mai 2016
Comments
Canela

Com o nome de canela conhecem-se no comercio diferentes tipos de cascas que se empregam como condimento e se obtêm de diversos arbustos pertencentes à família das Lauráceas. A espécie melhor e mais utilizada é o Cinnamomum Ceylandicum, procedente de Ceilão, onde é abundantemente cultivado. Também é explorada noutros países como Java, Sumatra e a América do Sul. Das cascas dos ramos novos obtêm-se os delicados cilindros, pardo-avermelhados, utilizados no comércio. Caracterizam-se por um sabor fortemente aromático, algo picante e ao mesmo tempo doce. Composição Um óleo essencial que atinge proporções de 0,5 a 4 %. Também contém uma suave resina aromática, um corante que tem ferro e gomas. Aplicações.

Salva

19 Abr 2016
Comments
Salva

A salva (Salvia officinalis) é um representante da família das Labiadas. Encontra-se, presentemente, em quase todo o Portugal, embora não seja muito abundante. O cultivo é possível em qualquer terreno, porque a planta não é muito exigente. A reprodução efectua-se mediante espeques de plantas antigas ou por sementes. A sementeira tem de ser feita em campos livres ou em alfobres. Com 20 g de sementes conseguem-se plantas para uma superfície de 100 m2. O peso de mil grãos de semente vem a ser de 5,8 a 8,9 gramas. Os cortes repetidos e abundantes favorecem o crescimento da folhagem. A partir do segundo ano conseguem-se normalmente colheitas abundantes. Num are podem.