Vitamina B6

Vitamina B6

Modo de actuação A vitamina B6 é um factor necessário no metabolismo das proteínas e, por conseguinte, no geral das células. Considera-se  geralmente, como reguladora do metabolismo dos tecidos hepáticos, do sistema nervoso e da pele. Para muitos animais microscópicos, bactérias e leveduras, actua como factor de crescimento e nos ratos,  como factor que impede as inflamações cutâneas. Fontes naturais Leveduras, cereais, legumes verdes, leite, gema de ovo. Necessidades diárias no homem Ainda não suficientemente conhecido; aproximadamente, 2-4 mg; U.I ainda sem determinar. Fenómenos produzidos pela falta de vitamina Ao passo que nos animais se conhecem características de carência (sintomas cutâneos nos ratos, cerebrais, nervosos e de anemia em cães.

Vantagens do leite materno

Vantagens do leite materno

Não há dúvida de que a melhor e mais natural alimentação do lactente é constituída pelo leite materno, quando é tomado pela criança diretamente do peito da sua mãe. Se for possível, a criança deve ser amamentada pela sua mãe durante os seus oito primeiros meses de vida. Infelizmente, isto é muito raro nos tempos que vão correndo, nos países ocidentais, altamente civilizados, nos quais se considera mais «moderno» o uso de biberão. Trata-se muitas vezes de uma desculpa de que só se deveria deitar mão no caso de não ser suficiente a alimentação do peito da mãe. É lamentável ver que o que falta, muitas vezes, nas jovens mães.

Amêndoas

Amêndoas

Toda a gente conhece o fruto da amêndoa encerrado num caroço, que por sua vez está recoberto de uma pele coriácea e abundantemente pelosa. A amêndoa (Amygdalus communis) é uma árvore parecida com a do pêssego, pertencente à família das Rosáceas, que apresenta a particularidade de florir antes do aparecimento das folhas. No mercado encontram-se diversas classes e variedades de amêndoas: espanholas, italianas, berberes (do Norte da Africa) e alemãs. O seu uso na confeitaria e na pastelaria é considerável, por causa do seu delicado gosto. Tem também importância na alimentação e na medicina, embora se deva ter em conta que temos de eliminar as amêndoas amargas, pelo seu conteúdo.

Alimentação artificial

Alimentação artificial

Quando por diferentes razões se deve implantar a alimentação com o biberão, tem de ser feita com os maiores cuidados, necessários em absoluto para alimentar «artificialmente» a criança. Antes de mais, é necessária a mais rigorosa limpeza na preparação do alimento, assim como é necessário evitar toda a modificação necessária nas diversas espécies de alimentos a empregar. Toda a ciência de alimentação artificial consiste precisamente em tratar de conseguir uma alimentação a mais parecida possível com a natural. Emprega-se geralmente leite de vaca, mas também de ovelha e de cabra, embora esta última possa produzir anemia. Na composição comparada do leite de vaca e da mulher existem algumas diferenças, como.

Como alimentar a criança

Como alimentar a criança

Toda a técnica de dar o peito ao pequeno consiste em fazê-lo de modo que não se torne um ato molesto para nenhum dos intervenientes. Nos primeiros dias, nos quais a criança permanece continuamente deitada, deve também a mãe dar-lhe de mamar deitando-se precisamente para o lado do peito que vai utilizar. Depois, há-de sustentar o pequeno com um braço de tal maneira que nele descansem a cabeça e o ombro da criança e com a outra mão levantará o peito até à posição exata para lhe introduzir o mamilo na boca, devendo o nariz estar completamente livre. Quando a mãe já não estiver de cama, realizará sempre esta operação.