Normas fundamentais par a preparação de um regime são

Normas fundamentais par a preparação de um regime são

O principio fundamental de toda a preparação culinária num regime dietético curativo é o emprego exclusivo de alimentos em perfeitas condições e em todo o seu valor, porque só assim têm transcendência vital. A segunda permissa, não menos importante, tanto para o regime cru como para o da cocção, é uma técnica culinária de preservação do valor dos alimentos. Em pormenor, devem ser lidas em muita conta as seguintes normas: 1. Em lugar de sal refinado, empregar sempre sal marinho. 2. Em lugar de farinha de trigo, utilizar na medida do possível farinha integral. 3. Em lugar dos óleos refinados, mais correntes no mercado, empregar, o mais possível, óleos vegetais.

Massas para sopa

Massas para sopa

Grumos de ervas de cheiro Dois ovos, duas colherinhas de farinha, sal a gosto, duas colheres de ervas de cheiro. Balem-se até formar espuma as gemas de ovo, juntam-se as claras em ponto de neve, assim como a farinha, o sal e as ervas de cheiro muito pitadas; deita-se depois ludo isto na sopa fervendo, deixa-se cozer durante alguns minutos, volta-se e retira-se passados poucos minutos, partindo-se depois aos pedaços Bolas de sêmola De dois a três papo-secos, de 30 a 40 g de azeite, de um a dois ovos, sal, duas colheres grandes de ervas de cheiro. Demolham-se os papo-seco em água e espremem-se bem, mexendo depois ao lume.

Soja

Soja

A soja (Glycine hispida) é uma planta procedente do interior da China, pertencente às Leguminosas. A soja, cultivada desde tempos remotíssimos e que tem constituído e constitui o principal alimento de grandes massas populacionais da Ásia oriental, alcançou também na Europa grande importância como alimento e como remédio terapêutico. Proteínas Gorduras Hidratos de carbono minerais Lecitinas Fibra Bruta Água Quantidades expressas em (g) Soja-Sementes 30 18 20 4,5 1,8 5,2 12,6 Soja-Farinha 40 21 26,5 4,5 2 3,5 6 A carência de amido diferencia de maneira notável a soja das restantes leguminosas que vulgarmente se empregam, as quais têm. à volta de 50 % dos seus hidratos de carbono, em.

Verduras silvestres

Verduras silvestres

Receita básica para verduras silvestres Um quilo de verduras, 50 g de azeite, 30 a 40 g de farinha, de um oitavo a um quarto de litro de leite, nata ou leite coalhado, cerca de um litro de caldo ( água ou caldo de verdura)  eventualmente cebola ou alho porro. As verduras muito picadas refogam-se primeiramente em gordura. Completa-se depois com água ou caldo. Mistura-se a farinha com o leite ou a nata e juntam-se as verduras. Cozem-se estos depois e temperam-se. Se se quiser, refogam-se com as verduras, cebolas ou alho porro muito picados. Ou então: As verduras silvestres cozem-se brevemente em água temperada de sal, com uma cebola.

Intestino

Intestino

Absorção de substâncias através do intestino O funcionamento anómalo do intestino, especialmente a prisão de ventre, é um dos males mais espalhados e ao qual se presta menos atenção no nosso tempo. Contudo é tanto mais importante quanto o intestino tem de cumprir uma grande função no estado de saúde e na capacidade de rendimento. O intestino significa para o homem o que a raiz é para as plantas. A todos nos parece evidente que uma planta não se desenvolve se não tiver raízes normais. O mesmo acontece nos homens. Assim como as plantas adquirem o seu vigor com a ajuda do seu sistema radicular das riquezas da terra, da.