Saladas de hortaliças

03 Jun 2017
Comments
Saladas de hortaliças

Salada de couve-flor Conforme o tamanho dividem-se duas couves-flores em grumos pequenos, lavam-se e cozem-se em água temperada de sal, sem chegarem a fica brandas. Deixam-se escorrer na peneira e introduzem-se brevemente num molho de escabeche, confeccionado com o sumo de um limão, 75g de azeite e pouco de sal. Salada de urtigas A folha jovem e tenra das pontas dos rebentos bem picadas podem mistura-se em pequena quantidade com outras saladas (dente-de-leão, armole, alface). Embora não melhorem o sabor, devem contudo consumir-se por causa do seu valor medicinal. Salada de agriões Os agriões devem limpar-se cuidadosamente. O melhor é deixá-los de quinze a trinta minutos em água com sal.

Massas para sopa

11 Abr 2017
Comments
Massas para sopa

Grumos de ervas de cheiro Dois ovos, duas colherinhas de farinha, sal a gosto, duas colheres de ervas de cheiro. Balem-se até formar espuma as gemas de ovo, juntam-se as claras em ponto de neve, assim como a farinha, o sal e as ervas de cheiro muito pitadas; deita-se depois ludo isto na sopa fervendo, deixa-se cozer durante alguns minutos, volta-se e retira-se passados poucos minutos, partindo-se depois aos pedaços Bolas de sêmola De dois a três papo-secos, de 30 a 40 g de azeite, de um a dois ovos, sal, duas colheres grandes de ervas de cheiro. Demolham-se os papo-seco em água e espremem-se bem, mexendo depois ao lume.

Salgadura

25 Dez 2016
Comments
Salgadura

Salgadura Mediante a salgadura podemos conservar ervas frescas. As folhas ou raízes frescas picam-se, cortando-as o mais possível, não sobre uma tábua mas numa superfície de porcelana ou numa lousa. As ervas picadas misturam-se depois com sal (para 1 quilo de ervas, 150g de sal), apertam-se fortemente em frascos de vidro ou de barro e recobrem-se com uma camada de sal. Fecham-se os recipientes com celofane ou papel-pergaminho e colocam-se em lugares frescos e secos. Assim é possível ter durante o Inverno ervas frescas salgadas como condimentos para saladas. Não é preciso deitar sal nos alimentos quando se cozinham, para não lhes prejudicar o sabor. É de recomendar não pôr.

Sumos frescos

14 Dez 2016
Comments
Sumos frescos

De legumes, verduras e ervas de cheiro: Entre os nossos legumes e verduras silvestres prestam-se à obtenção de sumos frescos os seguintes : alho, tanchagem, urtiga, agrião, alface, hera, cerefolho, mastruço, dente-de-leão, azedas, mil-em-rama e agrião de horta. Podem aproveitar-se em sumo as seguintes especiarias. Borragem, estragão, funcho, rábano, salsa, alho mourisco, aipo e cebola. Depois de uma lavagem muito cuidadosa e de se terem extraído todas as partes defeituosas, deixam-se escorrer e espremem-se. Se não se dispuser de um espremedor, basta uma máquina de picar carne, passando-se depois a massa por um coador de pano. É também eficaz o emprego de um espremedor ou batedora eléctrica. O sumo guarda-se.

Maioneses

15 Out 2016
Comments
Maioneses

Maionese Duas gemas de ovo cruas, três oitavos de azeite batido a frio, um pouco de sal ou pimentão, uma colher grande de sumo de limão e um pouco de estragão ou de alho ralado. Bate-se intensamente a gema de ovo num recipiente pequeno com o batedor, juntando-lhe um pouco de sal e umas gotas de sumo de limão. Junta-se depois às gotas o azeite, mexendo continuamente. Enquanto se engrossa o molho, deixa-se cair o azeite num fio fino, e vão-se acrescentando sempre algumas gotas de sumo de limão. Finalmente, tempera-se a maionese com estragão. Num batedor eléctrico, a confecção dura apenas poucos minutos. Esta maionese também serve, diluindo-a num.