Vitamina B6

Vitamina B6

Modo de actuação A vitamina B6 é um factor necessário no metabolismo das proteínas e, por conseguinte, no geral das células. Considera-se  geralmente, como reguladora do metabolismo dos tecidos hepáticos, do sistema nervoso e da pele. Para muitos animais microscópicos, bactérias e leveduras, actua como factor de crescimento e nos ratos,  como factor que impede as inflamações cutâneas. Fontes naturais Leveduras, cereais, legumes verdes, leite, gema de ovo. Necessidades diárias no homem Ainda não suficientemente conhecido; aproximadamente, 2-4 mg; U.I ainda sem determinar. Fenómenos produzidos pela falta de vitamina Ao passo que nos animais se conhecem características de carência (sintomas cutâneos nos ratos, cerebrais, nervosos e de anemia em cães.

Factor PP

Factor PP

Designação química e função característica Nicotinamida. Factor antipelagroso. Modo de actuação Como as vitaminas B1 e B2, constitui o acido nicotinico um elemento constitutivo de importantes fermentos, transportadores de hidrogénio, que intervém na composição e decomposição dos hidratos de carbono, dos álcoois e dos ácidos gordos. O ácido nicotínico e a nicotinamida participam, além disso, na formação do sangue e tornam-se imprescindíveis para a função normal dos órgãos digestivos, do sistema nervoso e da pele. Para muitos seres minúsculos vivos, especialmente as bactérias, é esta vitamina um factor de crescimento imprescindível. Fontes naturais Levedura, cereais, fruta, legumes. Necessidades diárias no homem Homem: 12-18 mg Mulher: 10-15 mg Durante a gravidez:.

Couves

Couves

A couve (Brassica) pertence à numerosíssima família das Crucíferas (umas 1900 espécies), que compreende quase sem excepção todas as verduras. Contém numerosos óleos consistentes e enxofrados que estimulam o apetite e reforçam assecreções das glândulas, especialmente no tubo gastrintestinal. Esta planta está largamente representada em Portugal. As formas de cultivo mais comuns são a couve portuguesa, a couve galega, a couve lombarda, a couve crespa ou de Sabóia, a couve de Bruxelas, a couve-rábano, a couve-flor, o repolho, os bróculos, os nabos e as nabiças. Composição e propriedades Até hoje, infelizmente, não nos podem dizer muita coisa os químicos a este respeito. Conhece-se, porém, o conteúdo das diferentes variedades de.

Normas fundamentais par a preparação de um regime são

Normas fundamentais par a preparação de um regime são

O principio fundamental de toda a preparação culinária num regime dietético curativo é o emprego exclusivo de alimentos em perfeitas condições e em todo o seu valor, porque só assim têm transcendência vital. A segunda permissa, não menos importante, tanto para o regime cru como para o da cocção, é uma técnica culinária de preservação do valor dos alimentos. Em pormenor, devem ser lidas em muita conta as seguintes normas: 1. Em lugar de sal refinado, empregar sempre sal marinho. 2. Em lugar de farinha de trigo, utilizar na medida do possível farinha integral. 3. Em lugar dos óleos refinados, mais correntes no mercado, empregar, o mais possível, óleos vegetais.