Manteigas e recheios de ervas de cheiro

Manteigas e recheios de ervas de cheiro

Manteiga de ervas de cheiro 125g de manteiga, 40g de ervas de cheiro e sal a gosto. Às ervas de cheiro, finamente cortadas, misturam-se cuidadosamente com manteiga e sal. Esta manteiga de ervas de cheiro é própria para aplicar em sanduíches ou em batatas cozidas com casca. Esta manteiga de ervas de cheiro conserva-se bem num lugar frio, dura vários dias. Receita 2 – Manteiga de ervas de cheiro Misturar estragão, pimpinela e agriões ou tomilho, manjerona e manjericão ou borragem, salsa, endro, alho mourisco, limão e um pouco de salva, tudo muito bem picadinho com manteiga. Para 125g utilizam-se na receita anterior 40 g de ervas de cheiro e.

Purés de fruta

Purés de fruta

Puré de maçã 500g de maçãs, litro e meio de água, um pedaço de pau de canela, açúcar ou mel, conforme o gosto, uma colher grande de farinha de batata, uni copo de sumo de fruta. As maçãs cortadas aos pedaços cozem-se em água com a canela. Passam-se depois por um coador, cozer-se a pasta uma vez mais e tempera-se com um pouco de açúcar ou mel. Depois de bem remexida a farinha de balata com o sumo da maçã, deita-se na sopa e põe-se de novo a ferver. Antes dc servir, remexem-se quatro colheres grandes de gérmens de trigo. Puré de amoras Um litro de sumo de amoras, duas.

Verduras silvestres

Verduras silvestres

Receita básica para verduras silvestres Um quilo de verduras, 50 g de azeite, 30 a 40 g de farinha, de um oitavo a um quarto de litro de leite, nata ou leite coalhado, cerca de um litro de caldo ( água ou caldo de verdura)  eventualmente cebola ou alho porro. As verduras muito picadas refogam-se primeiramente em gordura. Completa-se depois com água ou caldo. Mistura-se a farinha com o leite ou a nata e juntam-se as verduras. Cozem-se estos depois e temperam-se. Se se quiser, refogam-se com as verduras, cebolas ou alho porro muito picados. Ou então: As verduras silvestres cozem-se brevemente em água temperada de sal, com uma cebola.

Regime cru

Regime cru

Salada de maçãs e laranjas Descascam-se as maçãs e as laranjas, curtam-se às rodelas, deita-se–lhes açúcar e põem-se em camadas sobrepostas. Tiram-se cuidadosamente as sementes das laranjas. Deixa-se a salada durante algum tempo até ficar bem embebida. Se não ficar bastante sumarenta, pode juntar-se-lhe um pouco de sumo de maçã. Para terminar, polvilha-se com uma colher grande de germes de trigo ou de noz ralada. Salada de maçãs e de banana Cortam-se em partes iguais às rodelas maçãs e bananas, colocam-se em camadas alternas numa travessa funda e junta-se sumo de maçã. Se se empregarem bananas secas, põem-se em água de véspera, deitando depois esta água na salada com um.

Pastelaria

Pastelaria

Pastelinhos de anis 250 g de açúcar, Ires ovos, 250g de farinha, duas colheres grandes de anis. Bate-se o açúcar com o ovo, durante meia hora, juntando a farinha e o anis. Fazem-se da massa pequenos montes que se colocam numa chapa untada com gordura. Deixam-se repousar umas horas, ou mesmo durante toda a noite, levando-os depois ao forno a fogo lento. Pastel de amoras Reveste-se o fundo de uma forma com uma massa apropriada a gosto ou com a massa. Deita-se sobre ela uma camada de amoras açucaradas que se cobre com outra de massa muito fina, tendo o cuidado de deixar alguns orifícios para escape do vapor e põe-se.