Receita básica para tortilha

300 g de farinha, meio litro de leite, dois ou três ovos, um pouco de sal, azeite
para fritar. Põe-se farinha peneirada numa vasilha funda, abre-se um buraco na farinha e deitam-se nele os ovos e o sal. Mexe-se depois tudo lentamente, até formar uma massa suave; batem-se as claras em ponto de neve e misturam-se com cuidado.
Aquece-se o azeite numa frigideira, frita-se a tortilha até ficar ligeiramente dourada.

Tortilha de ervas de cheiro

Na massa de tortilha, misturam-se ervas de especiarias muito picadas, por exemplo salsa, alho mourisco, cerefolho, endro, com abundância, agrião, manjericão ou levísticos, um pouco de salva, tomilho e manjerona.

Ovos com ervas de cheiro

Cortam-se ao comprido os ovos cozidos, em duas metades, tiram-se-lhes as gemas e põem-se as metades da clara em molho de salada.
Com as gemas prepara-se um recheio, passando-as por um passador com azeite e juntando-lhe gola a gota e muito batido, sumo de limão, sul e ervas de salada, muito picadas. Esta massa introduz-se nas cavidades das claras, enfeitando-se depois o prato com folhas de salada.

Tortilha de espinafres

Coze-se espinafre bom. Numa forma de pudim deita-se manteiga, depois tortilha de ovos muito fina, sobre isto, espinafre, outra vez tortilha (às camadas). Na parte superior deve ficar a tortilha. Sobre o conjunto deita-se um pouco de nata e põe-se no forno, durante meia hora, a fogo lento.

Bolas de pão e ervas de cheiro

Quatro chávenas de miolo de pão, duas chávenas de leite, duas colheres de farinha, dois ovos, um pouco de sal, alho mourisco muito picado, salsa e manjericão.
Embebem-se os miolos de pão em leite. Mistura-se-lhes depois farinha, ovos, sal e ervas de cheiro muito picadas; formam-se bolas com a massa e cozem-se em água ligeiramente temperada de sal. Para massa de sopa basta empregar a quarta parte das quantidades.

Biscoitos de ervas de cheiro

250 g de farinha, um ovo, sal, um quarto de litro de leite, 50 g de
ervas de cheiro muito picadas, um pouco de queijo ralado.
Prepara-se uma massa de farinha, ovo, leite e sal e bate-se vigorosamente até fazer bolhas. Logo que se possa retirar sem se desmanchar, está pronta. Juntam-se depois as ervas de cheiro, bem picadas, deita-se
a massa numa tábua lisa que se apoia na borda da frigideira e corta-se com uma faca em pedaços pequenos que caem diretamente na água fervente. Quando os pedaços flutuarem, retiram-se. Podem servir-se polvilhados com queijo ralado.

Pudim de azedas

Quatro papos-secos, dois ovos, duas chávenas de leite, um punhado
de azedas.
Cortam-se os papo-seco finamente e empapam-se no leite, esmagam-se e deixam-se repousar até ficarem muito tenros. Temperam-se com um pouco de sal, juntam-se-lhes os ovos e as azedas cruas. Põe-se
a massa numa forma untada e leva-se a cozer ao forno de 50 a 60 minutos.

Pastelinhos de salva

250g de farinha, um quarto de litro de leite, três ovos, uma colher grande de azeite, um pouco de sal e folhas de salva.
Bate-se a farinha, o sal e o leite, juntando a gema batida e o azeite, remexendo tudo ale formar uma massa suave; finalmente, junta-se a clara em ponto de neve. Nesta massa introduzem-se folhas de salva lavadas e secas; frita-se tudo em azeite. Os pastelinhos assim preparados constituem uma sobremesa excelente.

Pastelinhos de flor de sabugueiro

As flores devem estar muito seguras nos ramos de modo que não caiam ao receberem uma sacudidela forte. Depois de se verificar que não têm nenhum tipo de pulgão, lavam-se e secam-se e juntam-se a uma
massa como na receita anterior, que se frita em gordura.
No final, polvilha-se com açúcar.

Comentários