Vitamina K

Vitamina K

Designação química Filoquinona Função característica Vitamina anti-hemorrágica coagulante. Modo de actuar A vitamina K faz com que o fígado segregue protrombina, fermento necessário para a coagulação normal do sangue.  Fontes naturais Legumes (sobretudo espinafres e as folhas de couve-flor e o repolho), batatas, óleo vegetal e frutas (especialmente tomates, morangos) e gordura de fígado.  Necessidades diárias no homem Os adultos necessitam de uns 4 mg. A U.I não está, ainda, determinada. Fenómenos produzidos pelas carências vitamínicas Tendências para hemorragias, tendo em conta que, ou não se consome suficiente vitamina K na alimentação, ou então, a produção própria vê-se dificultada por doenças bacterianas intestinais, ou a absorção através do intestino é.

Vitamina B12

Vitamina B12

Modo de actuação A vitamina B12 é absolutamente necessária para a formação normal do sangue, assim como para o normal funcionamento do sistema nervoso central juntamente com outros factores (por exemplo, ácido fólico). Não se conhece ainda o modo exacto de actuar. A vitamina B12 facilita ao corpo o aproveitamento total das moléculas proteínicas para o que se considera, até á data, como a substâncias biológica mais eficaz. Fontes naturais Encontra-se no fígado e ainda no conteúdo do intestino humano e animal (excremento do gado vacum). Necessidades diárias no homem Aproximadamente, 0,5-1 gamma (igual a 0,5-1/1000 mg). Unidade internacional por determinar. Fenómenos produzidos pela falta de vitamina Transtornos na formação.

Vitamina B1

Vitamina B1

Designação química e função característica Aneurina. Tiamina. Vitamina antineurítica. Vitamina antiberibérica. Modo de actuar Unida a uma molécula de proteína específica a vitamina B desempenha um importante papel no metabolismo dos hidratos de carbono (carboxilase). Intervém no metabolismo dos hidratos de carbono. A sua falta produz, por exemplo, a acumulação de ácido pirúvico como substância residual no metabolismo e dá origem, por isso, ao aparecimento de graves doenças, especialmente no sistema nervoso. A vitamina B1 é, sobretudo, uma decisiva substância activa, no sistema nervoso. A necessidade do seu consumo aumenta, no sistema nervoso, consideravelmente, quando se efectua um forte trabalho muscular, com uma alimentação em que predominam, com excesso, os.

Vitamina E

Vitamina E

Denominação química Tocoferol Função característica Vitamina da reprodução, antiesterelizante.  Modo de actuação Regula o metabolismo da glândula pituitária (hipófise) e influi assim sobre o metabolismo dos hidratos de carbono, do hidrogénio e, sobretudo, dos órgãos sexuais. Actua, também, sobre o metabolismo muscular, sobre os vasos capilares, facilitanto a sua renovação e melhorando a circulação. É importante, além disso, o efeito regenerador nos tecidos conjuntivos.  Fontes naturais Grãos de cereal e seus azeites, legumes e verduras, gemas de ovo, leite e manteiga.  Necessidades diárias no homem Não se sabe, com segurança. Calcula-se para o menino de peito em 5 mg e para o adulto de 10 a 25 mg.  Fenómenos produzidos.

Vitamina B6

Vitamina B6

Modo de actuação A vitamina B6 é um factor necessário no metabolismo das proteínas e, por conseguinte, no geral das células. Considera-se  geralmente, como reguladora do metabolismo dos tecidos hepáticos, do sistema nervoso e da pele. Para muitos animais microscópicos, bactérias e leveduras, actua como factor de crescimento e nos ratos,  como factor que impede as inflamações cutâneas. Fontes naturais Leveduras, cereais, legumes verdes, leite, gema de ovo. Necessidades diárias no homem Ainda não suficientemente conhecido; aproximadamente, 2-4 mg; U.I ainda sem determinar. Fenómenos produzidos pela falta de vitamina Ao passo que nos animais se conhecem características de carência (sintomas cutâneos nos ratos, cerebrais, nervosos e de anemia em cães.