Vitamina C

Vitamina C

Designação química e função característica Acido ascórbico. Vitamina anti-escorbútica Modo de actuação A vitamina C é um transportador de hidrogénio necessário no metabolismo celular geral. E de importância para o aproveitamento de energia no funcionamento das cápsulas suprarrenais. Activa, também, numerosos fermentos e aumenta a força das defesas naturais contra as infecções. Neutraliza os tóxicos ou diminui-lhes os efeitos. Fomenta a capacidade de absorção de ferro e regula as funções da medula óssea. Além disso, é necessária para numerosas funções dos tecidos conjuntivos. É de igual importância geral à da vitamina B1 e tem, como esta, que desempenhar numerosas funções, no metabolismo celular. Fontes naturais A vitamina C encontra-se em.

Vitamina B2

Vitamina B2

Designação química e função característica Lactoflavina. Riboflavina. Vitamina do crescimento. Substância de protecção. Modo de actuação Na adolescência, a vitamina B2 fomenta o crescimento e o aumento de peso. Como parte constituita dos fermentos activa a respiração celular. Juntamente com outros grupos de fermentos, os fermentos que contêm vitamina B2 participam nos processos de degradação e combustão dos açúcares e proteínas. O importante conteúdo de vitamina B2 da retina faz supor a sua importância para o bom funcionamento dos órgãos visuais. Fontes naturais Levedura, grãos de cereais, legumes, frutas, queijo, ovo de galinha, leite. Necessidades diárias no homem Homem:1.6-2.6 mg Mulher:1.5-2-0 mg Durante a gravidez:uns 2.5 mg Durante a amamentação:.

Ácido pantoténico

Ácido pantoténico

Modo de actuação Intervém no metabolismo das proteínas e gorduras; é necessário para a desintoxicação de corpos estranhos, (por exemplo, medicamentos) e, em geral, é imprescindível para a formação e o funcionamento dos tecidos. É necessária para a conservação das características defensivas da pele e das mucosas contra as infecções e para o desenvolvimento normal dos processos metabólicos na pele e nas suas formações glandulares. Fontes naturais Levedura, cereais, fruta, legumes, leite. Necessidades diárias no homem Ainda insuficientemente conhecida: aproximadamente 10 mg. Ainda não foi fixada a, unidade internacional. Fenómenos produzidos pela falta de vitamina Transtornos metabólicos, perturbações funcionais nas cápsulas suprarrenais, descolonção e queda do cabelo, doenças da pele.

Vitamina A

Vitamina A

Denominação química Axerftol Função característica Vitamina de protecção epitelial, anti-infecciosa e antixeroftálmica Modo de actuação Para o estado e função normais da pele, mucosas e outras células de revestimento das glândulas salivares. Protege o fígado. É provável a sua considerável influência no desenvolvimento corporal. Fontes naturais Nas plantas como provitaminas (carotenos). As principais fontes vegetais de vitamina A são: • Favas • Cevadas • Laranjas As fontes animais são: • Óleo de fígado de bacalhau • Manteiga • Gema de ovo • Leite completo • Nata • Queijo Necessidades diárias do homem Adultos: 5000 U.I (Unidades Internacionais) aproximadamente 6000 U.I na gravidez, aproximadamente 8000 U.I na amamentação, aproximadamente Crianças: Menos.

Vitamina K

Vitamina K

Designação química Filoquinona Função característica Vitamina anti-hemorrágica coagulante. Modo de actuar A vitamina K faz com que o fígado segregue protrombina, fermento necessário para a coagulação normal do sangue.  Fontes naturais Legumes (sobretudo espinafres e as folhas de couve-flor e o repolho), batatas, óleo vegetal e frutas (especialmente tomates, morangos) e gordura de fígado.  Necessidades diárias no homem Os adultos necessitam de uns 4 mg. A U.I não está, ainda, determinada. Fenómenos produzidos pelas carências vitamínicas Tendências para hemorragias, tendo em conta que, ou não se consome suficiente vitamina K na alimentação, ou então, a produção própria vê-se dificultada por doenças bacterianas intestinais, ou a absorção através do intestino é.