Os grãos de cereais, alimento universal

TRIGO g 300x300 - Os grãos de cereais, alimento universal

Os cereais têm constituído em todos os povos civilizados e com todos os tempos a base da alimentação, embora o aproveitamento e o emprego de cada espécie cereal, ao longo da História, se tenha visto submetido a frequentes mudanças. A mesma variação tem tido e ainda hoje continua a ter o método de preparação dos grãos. A maior parte deles e os mais importantes pertencem à família das Gramíneas, como, por exemplo, as duas variedades mais seletas de cereais panificáveis, o centeio (Secale cereale) e o trigo (Triticum vulgare) e, além disso, a cevada (Hordeum distichum), a aveia {Avena sativa), o milho-miúdo (Panicum miliaceum) e o milho grosso ou vulgar (Zea mays). Como cereal não europeu figura o arroz (Oryza sativa). De pequena importância na Europa, mas muito importante para as tribos africanas, é o sorgo (Andropogon arundinaceus) relacionado com o milho-miúdo e o painço (Pannisetum spicatum). O sagu (Farinha do segueiro) não desempenha nenhum papel na alimenlaçâo europeia. Obtém se da medula do tronco de diversas palmeiras, ao passo que a tapioca se retira da raiz da mandioca.O trigo sarraceno (Fagopyrum esculentum), cultivado em solos arenosos e pobres, não penence às Gramíneas, mas à famíliadas Poligonáceas.No essencial são, pois, poucas as plantas de que o homem dispõe de há séculos para a preparação de Farinhas, massas, espalharam-se alimentos semelha Mas. As mais importantes espalharam-se por todos os países com clima apropriado. Mas nem sempre foi assim. Antes, cultivava-se. principalmente na Europa Central, trigo, milho-miúdo cevada. O milho-miúdo quase que desapareceu e a cevada esta muito reduzida, ao passo que a ateia e o centeio ganharam importância, com o trigo, de valor invariável. Antigamente, predominava a elaborarão de massas e de torta e hoje predomina a de pão.
O Centeio procede de uma espécie que ainda cresce 110 estado silvestre na Asia Central {Secale montanum).Considera se a Russia Meridional como pais originário do cultivo do centeio, espalhado hoje pela Europa até 69º de latitude norte e até 1900m de altitude nos Alpes, A forma silvestre originária do trigo é-nos desconhecida. O cultivo de um grande número de variedades de trigo é, contudo, muito antigo, como o provam numerosas descobertas arqueológicas. Os Chineses e ou Egípcios já consumiam trigo no terceiro milénio antes de Cristo.Encontra-se hoje no Cáucaso. Pérsia e Palestina a cevada silvestre {Hordeum spontaneum), da qual procedem todas as variedades de cevada de cultivo. Também e esta muito antiga e já se encontrava no antigo Egipto. Nas regiões indo-germânicas considera-se o mais antigo cercal panificável. Este cercal, muito resistente, estende-se ate 70º de latitude norte e atinge nos Alpes a altitude de 2000 metros.A aveia, procedente provàvelmente da sua variedade silvestre, cultivou-se primeiramente na Asia Menor ou Central.A zona de cultivo chegou aos 70º de latitude norte e nos alpes até 1600 metros de altitude.O milho-miúdo era considerado na Idade Media um alimento popular bastante apreciado.Cita-se a índia como seu lugar de origem.
O milho vulgar procede do México, onde se considera uma antiga planta cultivada.
O arroz cresce melhor nas margens pantanosas dos rios ou em terrenos temporariamente inundados mediante regas artificiais.
O arroz da montanha, cultivado principalmente no Japão, dá poucos resultados. Para os países tropicais constitui o arroz o cereal insubstituível para o próprio consumo e exportação,
Esta última lista última faz-se com grãos inteiros. As fábricas europeias é que descascam o arroz, privando-o assim de valores alimentares essenciais, como sejam importantes minerais e vitaminas.

Comentários