Molho de rosa silvestre

Três colheres grandes de doce de rosa silvestre, meio litro de sumo e maça ou de uva (ou meio litro de água com sumo de limão), três colheres grandes de farinha de batata.
O doce de rosa silvestre dilui-se no sumo de maçã ou de uva e coze-se até ficar espesso com farinha de batata. Pode-se diluir o doce também em água, mas acrescentando sumo de limão. E muito conveniente para pudim de sêmola, arroz e pão, assim como para sanduíches, torradas, etc.

Molho doce de azeda

Duas colheres grandes bem cheias de farinha, um pouco de leite, duas ou três colheres grandes de azedas bem picadas.
A farinha bate-se em água sem formar grumos, e coze-se em água com o açúcar e cascas de limão. Depois batem-se as azedas com o molho fervente e deixa-se cozer breve tempo. O molho serve-se com guisados farináceos.

Molho doce de urtiga pequena

Duas colheres grandes de farinha, um pouco de leite, duas colheres grandes de açúcar, meio litro de água, um pouco de casaca de limão ralada, alguns grãos de sal, quatro colheres grandes de flor branca, vermelha ou mista de urtiga pequena e algumas folhas tenras.
A farinha bate-se em leite frio sem formar grumos e coze-se na água com açúcar, casca de limão e umas gramas de sal. As flores e folhas muito picadas misturam-se no molho fervente e deixa-se cozer brevemente.

Comentários