Ervilhas

Ervilhas

A ervilha cultivada (Pisum sativum) procede, ao que parece, da silvestre {Pisum arvense). As ervilhas doces constituem com as suas vagens tenras e verdes um excelente alimento para doentes. Como ervilha de semeadura prefere-se a madura e amarela que se pode empregar na obtenção de sopas, legumes ou farinhas nutritivas. Composição e propriedades Do seguinte quadro pode deduzir-se a grande diferença quanto ao valor alimentar entre as ervilhas frescas, tenras e verdes e as maduras, secas e amarelas: 100g contém Proteínas Gordura Hidrocarbonatos Água calorias Ervilhas frescas, tenras e verdes 6,6 g 0,5 g 12,7 g 17,7 g 83 Ervilhas maduras, secas e amarelas 23,4 g 1,9 g 47,3 g.

Beterraba

Beterraba

A beterraba vermelha (Bela vulgaris cruenta rubra) é uma variedade de beterraba comum. A sua raiz grossa e carnuda contém um suco vermelho sanguíneo. Composição A beterraba apresenta um teor de hidrocarbonatos de 6 a 9%, figurando entre eles sacarose, frutose e rafinose; embora pese ao seu escasso teor em proteína (de 1.10 a 1,8 %), a verdade é que figuram nele os aminoácidos de grande valor biológico: asparraguina, glutamina e glucocola. e um excesso de bases, devido ao seu teor em potássio, sódio, magnésio e cálcio; também se conhece a presença de dois metais raros (rubidio e césio), cujo significado biológico ignoramos completamente. Há que ter também presente o.

Tupinambo

Tupinambo

O tupinambo ou girassol batateiro (Helianthus luberosus) pertence à família das Compostas. Esta planta, originária da América do Norte, jazeu muito tempo no esquecimento, mas hoje volta a pensar-se nela e fomenta-se a sua cultura. O tupinambo desenvolve-se bem onde se dá a batata. Inclusivamente em solos pedregosos e de escasso valor, e até em terrenos arenosos. Composição No tubérculo encontra-se, segundo nutricionistas, aglutinina, que se denominou fasina. Há também 1,87 % de proteína, 0,2% de gordura, 16,4 % de hidrocarbonalos, 79,1 % de água. O conteúdo em minerais corresponde ao da batata. Os lupinambos possuem, portanto, um excesso em componentes básicos (de acção alcalina). Regista-se a presença de vitaminas,.

Mastruço

Mastruço

Resta falar do mastruço (Lepidium sativum), membro da família das Crucíferas. A semente germina muito facilmente, inclusive sobre papel mata-borrão, areia húmida ou serradura, desde que tenha humidade suficiente. Como esta delicada planta, com o seu crescimento comparável ao da relva, pode cultivar-se em estufas com muita facilidade, já se pode encontrar à venda logo nos primeiros meses do ano. Pode utilizar-se a planta completa ou o seu suco para a primeira cura vegetal da Primavera, porque o seu teo em vitamina C, clorofila, ferro, arsénico e glicósidos de óleo de mostarda, que também se encontram nos alhos-porros, rábanos vermelhos e na mostarda, faz com que o mastruço seja próprio.

Abóboras

Abóboras

Procedente da América tropical, chegou a abóbora (Cucurbita pepo) no século XVI, via Itália, sendo hoje muito apreciada. Emprego como vermífugo Não podemos esquecer que a abóbora figura com insistência nos escritos de Hipócrates. A partir de então encontra-se recomendada em todos os antigos e modernos herbolários como um bom meio diurético, e as suas pevides como excelente vermífugo. As pevides maduras (verdadeiras sementes) contêm uma substância, ainda não conhecida, que diminui a capacidade de adesão da cabeça da ténia. Como excelente meio de expulsão de «solitárias», empregam-se as pevides de abóbora do seguinte modo: 1) Depois de uma dieta absoluta num mínimo de doze horas, as crianças devem consumir.