De fundamental importância é a capacidade de eliminação, pela pele, de água assim como de tóxicos do metabolismo, toxinas bacterianas, sais, ácidos e outros elementos introduzidos em excesso que o organismo deve expulsar. O corpo utiliza esta autêntica função de escoamento da pele quando não pode desfazer-se das matérias residuais. Estas se depositam e desintoxicam na pele, como primeiro passo. O cheiro que muitas pessoas deitam dá-nos uma boa prova disto. Também nos indica que o corpo se encontra numa difícil luta e que precisa de ajuda imediata para evitar as enfermidades, e especialmente as da pele.
Essa ajuda só pode consistir em que apoiemos a pele na sua função, escovando-a a seco, lavando-a, aplicando-lhe fomentações quentes e tomando banhos. Só assim se consegue que uma grande parte dos materiais de refugo seja expulsa. Se além disso interrompermos a sua contínua afluência até aos tecidos cutâneos, mediante dias de sumos ou frutas, alimentação menos abundante ou alguns dias de jejum rigoroso, a pele eliminará depressa todas as matérias de refugo e recuperará o seu funcionamento normal e a sua cura saudável.

Comentários