Arandos

Arandos

O arando ou erva do monte (Vaccinium myrtillus) pertence à família das Eriáceas. Os arandos são frequentes nas montanhas do Alto Minho, e nas Serras do Marão e Estrela. Os frutos maduros são de cor azul-escura brilhante, com sumo violeta-escuro e muitas sementes pequenas pardas. A cor das folhas permanece inalterada na dessecação e têm um ligeiro sabor adstringente. Conservam-se em saquinhos. Os frutos maduros são colhidos à mão. Guardam-se em baldes ou em cestos; para os secar, estendem-se numa só camada, durante alguns dias. Têm um sabor agridoce e levemente adstringente. Conservam-se em caixas. Há que inspeccioná-los com certa frequência. Composição Nas folhas encontra-se tanino, ácido málico, ácido cítrico.

Roseira Silvestre

Roseira Silvestre

Pertence a conhecidíssima rosa silvestre (Rosa canina) à família das Rosáceas. A sua popularidade fica demonstrada pelas numerosas designações que apresenta. Tem muitas variedades, com as mesma aplicações, conhecidas com diversos nomes, conforme as regiões. A roseira silvestre ou roseira-brava forma arbustos lenhosos com grandes ramos, defendidos com espinhos torcidos em forma de anzol. É no Outono que se colhem os seus frutos. É preciso cuiiado para não se apanharem arranhões tanto nas mãos, como nos braços e na roupa. Limpam-se dos restos dos talos e das flores. Se não se consumirem frescos, devem ser estendidos numa só camada para secar. Quando estiverem secos, passada uma semana, acabam-se de secar.

Groselhas vermelhas

Groselhas vermelhas

A groselheira vermelha (Ribes rubrum) é irmã da negra. Espontânea nos matos, encontra-se nas montanhas e apresenta-se com vários nomes. Composição Os médicos medievais apreciavam a groselha, tanto a vermelha como a negra, em todas as doenças agudas dos órgãos digestivos. Isto compreende-se pela sua composição: elevado conteúdo de água (87,4 %), albumina escassa (0,88%), poucos hidratos de carbono (8,5%), poucas matérias minerais (0,63 %) e reduzido número de calorias (46). Pelo contrário, abundante conteúdo de ácidos de fruta (2,5 % de ácidos tartárico, cítrico e malónico), vitamina C (155 mg em 100g) e vitamina B1 (0,08 mg em 100 g).   Emprego como planta medicinal A groselha vermelha em.

Uvas

Uvas

Nalgumas regiões da Península Ibérica encontra-se, espontaneamente, a Vitis labrusca ou videira silvestre. Mas o número de variedades obtidas a partir da videira cultivada (Vitis vinifera), que se exploram tradicionalmente para consumo de mesa, é enorme. Composição Entre os elementos activos e na composição do sumo de uvas, encontramos: água 72,92 %, albumina 0,38 %, glicose 23,51 %, outros hidratos de carbono 2,23 %, cremor tártaro 0,52%, ácido tartárico 0,29 %, outros ácidos 0,29 % e minerais 0,50 %. O valor calórico é reduzido. 100 gramas de uvas contêm apenas 79 calorias. Também não é grande o conteúdo em vitaminas. Modo de acção O aproveitamento das uvas é muito variado..

Framboesas

Framboesas

A framboesa é conhecida em toda a parte (Rubus idaeus), tendo vários nomes. Os frutos, de excelente sabor, consistem em bagas pequenas de tonalidade amarela, vermelha e esbranquiçada. Durante o Verão, colhem-se as folhas com os seus talos e guardam-se em cestos, deitando fora os descorados. A partir de Junho, colhem-se as bagas, uma a uma. Separam-se com grande facilidade do receptáculo, quando estão maduras. O melhor é depositá-las numa cuba para não se esmagarem. O cultivo das framboesas merece a pena, porque o arbusto exige poucos cuidados e pouca atenção. As variedades cultivadas dão mais fruto e este dá mais sumo que as silvestres. A framboesa reproduz-se por estaca..