O estragão (Artemisia dracunculus) pertence à família das Compostas. É oriunda da Rússia Meridional e da Mongólia. Poucas vezes aparece no estado silvestre.
Quando começa a floração corta-se a planta rente com a terra, ata-se em ramos e seca-se se não se utiliza fresca.
Folhas isoladas podem cortar-se durante todo o ano. Deixam-se secar as folhas num lugar quente (uns 35º C), voltando-as com frequência. Retêm também a sua força como condimento durante muito tempo.

Composição e aplicações

Quanto a matérias vivas só se conhece como importante o seu teor de iodo. Nada de definitivo se pode dizer quanto ao seu modo de actuar, dado o desconhecimento existente a respeito dos elementos componentes, embora se lhe reconheça uma eficácia digestiva e diurética.
Como planta medicinal o estragão não desempenha papel de importância o estragão emprega-se, actualmente, quase unicamente como condimento para pepinos e saladas; também é próprio para temperar maioneses, legumes, comidas de regime dietético e alimentos crus, molhos de ervas e molhos para espargos.

Comentários