O espinheiro amarelo (Hippophae rhamnoides) pertence à família das Elaeagnáceas. É um arbusto de muita ramagem e atinge até uns seis metros de altura, com muitos espinhos direitos e com ponta comprida.

O melhor método e mais rápido de colher as bagas é cortá-las à tesoura com o seu pequeno talo. Abaixa-se a rama com uma corda, prendendo-a a uma estaca enterrada no chão; ter cuidado, ao inclinar os ramos, pois quebram-se com facilidade no seu arranque. As bagas cortadas deixam-se cair num pano limpo estendido no chão.

A reprodução pode efectuar-se por semente, estaca ou renovos radiculares. O solo deve ser o mais calcário possível, húmido e exposto ao sol. São mais de recomendar os métodos de plantar mediante sementes e estacas.

Composição

Hoermann encontrou nas bagas do espinheiro amarelo fresco, de Agosto a Novembro, como termo médio, entre 474 e 693 mg de vitamina C e no seco de 180 a 600 mg, em 100 g, assim como também caroteno mas nenhuma vitamina E. Nas folhas há 1500 mg de vitamina C. Wehmer dá para os frutos as seguintes matérias: muito ácido malíco, o corante quercetina, óleo gordo e ácido tartárico.

Emprego como alimento

Não se podem consumir em cru, por causa do seu sabor ácido, embora não se tenham demonstrado efeitos prejudiciais.

Comentários