As avitaminoses são uma das cousas primordiais no aparecimento de abortos. Unida a outras deficiências, uma insuficiente alimentação qualitativa afeta muito mais o filho do que mão, especialmente nos primeiros meses, nos quais se estão formando o coração, o cérebro, os olhos e os ouvidos do novo ser. A alimentação deficiente, juntamente com outras circunstâncias patológicas, pode ocasionar deformações ao filho no próprio seio da mãe. Toda a avitaminose existente na fase crítica do crescimento do feto pode ocasionar um atraso, uma paragem ou uma alteração no desenvolvimento normal geral ou no de um órgão determinado, assim corno situações anômalas, que depois nunca mais se corrigem. Todas estas são alterações que não se podem atribuir a nenhum processo patológico hereditário. O remédio em todos estes casos está numa forma devida e de alimentação sãs e naturais, como indicação obrigatória a ter em conta durante todo o tempo da gravidez.

Comentários