Ceboleta Francesa

IMG 2202 300x300 - Ceboleta Francesa

A ceboleta francesa (Allium shoenoprasum) pertence à Família das Liliáceas. Cultivado e espontâneo em regiões montanhosas.
A ceboleta francesa silvestre pode colher-se entre a Primavera e o Outono, cortando-se em pequenos tufos à superfície do solo. Quanto possível empregar-se-á crua, visto que ao secar perde muito do seu valor como condimento. Se se quer secar, deve proceder-se lenta e cuidadosamente. A planta prefere o solo calcário, rico em húmus e um pouco húmido. A partir de Março começa a sua cultura com a sementeira em alfobres ou em vasos. As plantas já fortes transplantam-se. Outro meio de reprodução é a plantação de
estacas de raiz no Outono, que se enterram em grupos não muito pequenos à distância de 25 cm. É preferível renovar a plantação cada três anos. Como a ceboleta francesa se desenvolve também no Inverno, planta-se em vasos nos meses do Outono, situando-os em locais claros e preservados das geadas.

Composição

Além do óleo essencial (óleo dc alho) c da vitamina C, os restantes elementos activos são-nos ainda desconhecidos. Sua actuação, segundo a experiência corrente, é de estímulo do apetite e facilitação da digestão.

Aplicações

Como planta medicinal a ceboleta francesa até hoje não desempenha nenhum papel destacado.
Como condimento goza a ceboleta francesa de grande popularidade. Cortada finamente, acrescenta-se ao queijo, sobretudo ao requeijão, a pratos de ovos, a sanduíches, saladas, molhos, sopas, regimes dietéticos e vegetais crus.

Comentários