Condições orgânicas no aparecimento do cancro

Condições orgânicas no aparecimento do cancro

Normalmente, existem já no corpo matérias estreitamente relacionadas com o elemento que, segundo os conhecimentos atuais, é a causa mais ativa do cancro, o metil colantreno são, antes de mais, os ácidos biliares, a colesterina e as hormonas das glândulas sexuais. Naturalmente, tudo isto favorece a ideia da possibilidade de uma formação cancerosa por matérias insuficientes ou mal formadas, próprias do organismo. Outros investigadores verificaram uma curiosa coincidência entre a escassez de potássio e as lesões cancerosas nas plantas e nos seres humanos. Noutro estudo, verifica-se que os cancerosos mostram um predomínio do sistema nervoso vegetativo com insuficiência simultânea do simpático com as correspondentes consequências para o equilíbrio de vitaminas,.

Como imaginamos a formação do cancro

Como imaginamos a formação do cancro

Os nossos conhecimentos sobre a formação inicial da deformação celular cancerosa não se baseiam até hoje em motivos claros nem seguros Sabemos, contudo, que intervém toda uma série de factores internos ou externos que podem pela sua intensidade exercer um efeito rápido e ativo ou degenerador e lento, irritando as células na sua vida, até ao ponto de as levar a manifestações vitais de carácter destrutivo. Supõe-se que este processo não afeta a própria célula, nem o seu dispositivo multiplicador, nem muitas das suas funções. Mas leva a uma insuficiente diferenciação e, ao mesmo tempo, a um desenfreamento das suas energias de desenvolvimento, que já não é capaz de fazer.