Função das «matérias inertes»

 As «matérias inertes» como já dissemos no caso da digitalina, quando tratámos do problema de «substâncias puras ou misturas naturais», têm o seu significado e a sua função. Assim, na digestão, o que não é digerível não é lastro sem valor que tem de ser eliminado; efectivamente, estimula, embora só mecanicamente, as paredes intestinais, excita a função do intestino e actua assim eficazmente contra a prisão de ventre, de que hoje sofre a maior parte dos homens civilizados. A alimentação rica cm substâncias cruas contém sempre suficiente  quantidade de celulose «não-digerível».

Uma evacuação intestinal mais rápida e perfeita evita a «putrefacção das proteínas» e, por isso, a formação de toxinas no intestino. Os produtos da proteólise quando passam do intestino para o sangue são factores prejudiciais para a saúde, que forçosamente têm de ser eliminados. Quando se tratou do problema das proteínas, analisámos as consequências de um funcionamento anormal do intestino. Agora apenas diremos, para terminar, que os componentes da nutrição não-digeríveis também são imprescindíveis para o funcionamento do intestino.

Comentários