A alimentação proporcional ao peso

A alimentação proporcional ao peso

As necessidades alimentares das crianças variam com idade segundo a seguinte proporção: durante o primeiro mês e depois do sexto dia, deve dar-se-lhe 1/5 do peso do seu corpo; do segundo ao sexto mês, de 1/6 a 1/7; nu segunda metade do primeiro uno, 1/8 do peso, por dia. O peso normal da criança ao nascer oscila entre 3,250-3.450 g, peso este que deve duplicar no fim do quinto mês ou no principio do sexto, isto é, deve ter passado para 6-7 kg e triplicado no fim do primeiro ano, sem contudo exceder os 10 quilos. A diminuição fisiológica que sofre o peso do recém-nascido não deve ultrapassar dez por.

Os primeiros dias da criança

Os primeiros dias da criança

A primeira mamada costuma ser efetuada passadas vinte e quatro horas depois do nascimento. Em primeiro lugar, o recém-nascido toma o colostro em que se encontram os elementos nutritivos numa concentração muito elevada, contendo grandes quantidades de proteínas, gorduras, glícidos, sais e substâncias defensivas para o organismo. Quase sempre é suficiente esta quantidade para as necessidades alimentares da criança que, por assim dizer, regula «automaticamente» o leite. Estão, portanto, completamente enganadas as mães que, com medo de estarem a alimentar deficientemente os filhos, lhes começam a administrar, logo desde os primeiros dias, uma alimentação estranha. Quando muito, pode dar-se um pouco de água de chá adoçada com sacarina, numa colherinha,.

Acidificação do leite

Acidificação do leite

Com objectivo de ser produzir uma finíssima coagulação do leite encurtando-lhe o tempo de permanência no estômago, deve acidificar-se, mediante a adição de ácido láctico, ácido cítrico ou sumo de limão. O modo de atuar nestes casos facilita-se utilizando tabletes de ácido cítrico, juntando uma pastilha por cada 100g do liquido, ou então o sumo de limão conforme se indica na receita número 5.

Receitas para a criança

Receitas para a criança

Receita 1: preparação ao caldo de aveia (a 4%). 20 g de flocos de aveia são postos a cozer com água fria, na quantidade de meio litro, à chama lenta, durante 1 a 1 hora e meia. Passa-se a massa formada por uma peneira fina e restitui-se a água perdida na cocção até aos 500 g com água fervida. Isto mesmo se pode conseguir, de maneira mais fácil e rápida, utilizando para a preparação do caldo de aveia os preparados de caldos artificiais. Receita 2: Preparação da água de arroz. 60g de arroz integral (nunca farinha) deixam se amolecer durante 12 horas num litro de água; põem-se a cozer, durante.

Leite «a metade» e «a três quartos»

A diluição do leite, a metade, na preparação de papas, com a adição de 5 % de açúcar, faz-se misturando 400 g de leite, 400g de matéria empregada para a papa e 40 g de açúcar, amplamente empregada nos primeiros três meses. Tem, contudo, o inconveniente de ser pobre em gorduras e aminoácidos essenciais, como o triptófano, pelo que este leite «a metade» se dá apenas durante o primeiro mês, sendo substituído desde o começo do segundo pelo «leite a três quartos», constituído por 400 g de leite. 200 g de papas de farinha, 30 g de açúcar, ou 42 g de mel. A regulamentação das quantidades a empregar depende.