Molhos doces

Molhos doces

Molho de rosa silvestre Três colheres grandes de doce de rosa silvestre, meio litro de sumo e maça ou de uva (ou meio litro de água com sumo de limão), três colheres grandes de farinha de batata. O doce de rosa silvestre dilui-se no sumo de maçã ou de uva e coze-se até ficar espesso com farinha de batata. Pode-se diluir o doce também em água, mas acrescentando sumo de limão. E muito conveniente para pudim de sêmola, arroz e pão, assim como para sanduíches, torradas, etc. Molho doce de azeda Duas colheres grandes bem cheias de farinha, um pouco de leite, duas ou três colheres grandes de azedas bem.

Valor terapêutico dos óleos de gérmen

Valor terapêutico dos óleos de gérmen

Os óleos de consumo corrente, de cor clara e sabor absolutamente normal, sob o ponto de vista da nutrição natural são alimentos desvalorizados, pois já passaram por uma série de processos químicos que lhes fizeram perder a sua eficácia natural de protecção. Estes óleos só chegam ao comércio depois de haverem sido desacidulados, desaromatizados e neutralizados. Ficam, portanto, privados das suas características naturais sob o ponto de vista alimentar, convertendo-se em simples fontes de calorias. Os óleos de gérmen cereal não só são portadores de calorias como também de ácidos gordos de grande eficácia biológica. Os óleos de gérmens cereais possuem, portanto, ainda mais que o gérmen de trigo propriamente.

Morangos

Morangos

O morango silvestre (Fragaria vesca), de perfume fragrante, faz parte da grande família das Rosáceas e tem vários nomes. Encontram-se silvestres nos lugares frescos e húmidos, nas montanhas. Desde Março, colhem-se as folhas com talos. Retiram-se todas as carcomidas, descoradas ou que tenham galhos. Guardam-se em cestas e pouco depois guardam-se, simplesmente, no chão arejado para secarem. As folhas secas conservam a cor das verdes. Guardam-se as folhas em sacos. Também se podem utilizar, naturalmente, as folhas dos morangos cultivados. Os frutos maduros colhem-se nas horas da madrugada, logo que desaparece o orvalho e guardam-se em cestos. Só se empregam frescos ou de conserva. Composição e propriedades As folhas conservam.

Bebidas frias

Bebidas frias

Refrescos de frutas Obtêm-se de morangos, framboesas, arandos, cerejas, laranjas, limões, espremendo o sumo de fruta fresca ou misturando o sumo bruto com água, um pouco de mel ou açúcar e sumo de limão. Calcula-se um litro de água e uma colher pequena de sumo de limão para um quarto de litro de sumo de fruta. Adoça-se a gosto. Leite com laranja ou limão Meio litro de leite, sumo de duas laranjas ou limões, mel ou açúcar. Acrescenta-se, lentamente, o sumo da fruta, às colheres, de modo a misturar homogeneamente, Adoça-se com mel ou açúcar e põe-se a esfriar. É preferível empregar um misturador eléctrico. Leite com morangos Açucarar os morangos,.

Os primeiros dias da criança

Os primeiros dias da criança

A primeira mamada costuma ser efetuada passadas vinte e quatro horas depois do nascimento. Em primeiro lugar, o recém-nascido toma o colostro em que se encontram os elementos nutritivos numa concentração muito elevada, contendo grandes quantidades de proteínas, gorduras, glícidos, sais e substâncias defensivas para o organismo. Quase sempre é suficiente esta quantidade para as necessidades alimentares da criança que, por assim dizer, regula «automaticamente» o leite. Estão, portanto, completamente enganadas as mães que, com medo de estarem a alimentar deficientemente os filhos, lhes começam a administrar, logo desde os primeiros dias, uma alimentação estranha. Quando muito, pode dar-se um pouco de água de chá adoçada com sacarina, numa colherinha,.