O sono é o melhor alimento para os nervos

O sono é o melhor alimento para os nervos

Desde os tempos mais remotos que a humanidade conhece o enorme benefício de um sono reparador e, desde aquelas longínquas eras, os médicos se têm preocupado, no decorrer dos séculos, no sentido de que os seus doentes desfrutem desse benefício, pois constitui uma premissa iniludível para a sua saúde. Por isso, não pode ser motivo de surpresa o facto de os soporíferos constituírem um elemento essencial da farmacopeia médica, assim como da medicina popular, em muito diversas formas. Mas precisamente a diversidade de remédios de tantos reclames deve causar-nos reparos. De facto, quando maior for a abundância de remédios, em maior grau surge a suspeita de que nenhum deles é.

Normas Gerais

Normas Gerais

Normas gerais A maioria das ervas e verduras silvestres utilizadas como condimentos conservam-se em seco. Já demos normas completas para a sua colheita e conservação, quando tratámos de cada uma delas. A maioria das ervas podem secar-se muito bem, conservando a sua força como condimentos, que às vezes até aumenta depois da secagem. As plantas que vão agora ser mencionadas não servem para serem conservadas a seco ou então suportam-no muito mal e só perdendo muito da sua força como condimentos, pelo que têm de ser consumidas frescas, na medida do possível: alho de urso, borragem, agrião, cerefolho, alho-porro e alho. Todas estas ervas se conservam em lugares sombrios e.

Leite «a metade» e «a três quartos»

A diluição do leite, a metade, na preparação de papas, com a adição de 5 % de açúcar, faz-se misturando 400 g de leite, 400g de matéria empregada para a papa e 40 g de açúcar, amplamente empregada nos primeiros três meses. Tem, contudo, o inconveniente de ser pobre em gorduras e aminoácidos essenciais, como o triptófano, pelo que este leite «a metade» se dá apenas durante o primeiro mês, sendo substituído desde o começo do segundo pelo «leite a três quartos», constituído por 400 g de leite. 200 g de papas de farinha, 30 g de açúcar, ou 42 g de mel. A regulamentação das quantidades a empregar depende.

Avelã

Avelã

A avelã (Corylus avellana) é um arbusto que cresce naturalmente em quase toda a Europa, Ásia Menor e parte também da América do Norte, figurando na família das Betuláceas (Abedules), cobrindo antigamente grandes superfícies e constituindo uma importante fonte de alimentação. Composição e propriedades Os quadros de composição bromatológica dão-nos o seguinte resumo sobre a composição da avelã (como fruto seco sem casca), infelizmente muito incompleto quanto ao conteúdo em vitaminas.   Por cento Água 7.1 Proteínas 17.4 Gordura 62.6 Hidratos de carbono 7.2 Minerais 1.3 Celulose 3.17   Por cento Vitamina B1 0.460 mg Caroteno 0.265 mg Vitamina C 6.000 mg Calorias 682 Deste quadro podemos concluir que a.

Alho

Alho

O alho (Allium sativum), pertencente à família das Liláceas, procede da Europa Meridional e do Oriente. É planta de cultivo antiquíssimo e já gozava de consideração na antiga medicina indiana. Composição e Propriedades Em toda a planta e na proporção de 0,005 a 0,009 % apresenta-se o óleo essencial enxofrado do alho com 6 % de alilpropilbisulfureto, 60 % de aliltrisulfureto e pequenas quantidades de aliltetrasulfureto. Estas combinações de enxofre são a causa da eficácia do alho o elemento activo mais importante foi descoberto há poucos anos, em 1944, como substância oleaginosa e foi chamada alicina. Esta produz um cheiro forte e possui uma forte acção bactericida. Em 1947 conseguiu-se.